6 de novembro de 2014

Review: CK one.

Oi gente, tudo bem?
O review de hoje é sobre uma fragrância muito especial pra mim, o CK One. 
O perfume foi criado em 1994 por Firmenich com a intenção de ser um perfume para a geração X, geração na qual estava a filha de Calvin Klein (pra quem ele criou a fragrância). Além disso ele queria algo especial, que combinasse com os anos 90. Que fosse uma mistura de gêneros, que agradasse a todos que ouviam nirvana e usassem suas roupas xadrez com seus jeans rasgados. 
Mas o legal mesmo foi que sem intenção nenhuma o CK One se tornou o primeiro perfume a voltar para as empresas americanas. COMO ASSIM?! Sim, houve uma época em que foi proibida a entrada de pessoas perfumadas em determinadas empresas. Isso se deu pela popularização do ar condicionado, que impedia que as janelas fossem abertas. E como os perfumes da época eram todos muito fortes, os donos proibiram a entrada caso o funcionário estivesse perfumado. Mas como o CK One era super agradável, logo ganhou aceitação de todos.
As propagandas do perfume também viraram ícones. Pura androgenia em preto e branco, não tinha como dar errado. O sucesso foi tanto que estimasse que na primeira semana o perfume tenha vendido 5 milhões de dólares!! 
Minha história com o CK One começou já tem muito tempo. Não consigo me recordar exatamente quando comecei a usa-lo. Minha primeira lembrança com ele eu devia ter uns 11/12 anos de idade...
Depois disso nunca mais abandonei. Ja é minha marca registrada. 
Apesar de eu ter muitos outros perfumes (amo) eu sempre acabou usando ele, não tem erro. 
Combina com qualquer estação e horário. É cítrico, porém na medida certa. Cheira pessoa limpa e ambiente refinado.
As notas que abrem são: chá verde (que deixa a marca característica do perfume) seguido de violeta, rosas e flor de laranjeira.
E as notas finais são: Almíscar combinado com âmbar, que cria esse efeito misterioso dentro do "fresco".
De 5 estrelas, com toda certeza o CK One merece as 5. O perfume é um mito e com certeza se você ainda não usou, experimente. 
Espero que gostem.




   

Nenhum comentário:

Postar um comentário