19 de março de 2014

Logomania






Oi gente, tudo bem? Pra quem ta ligado nos desfiles que aconteceram na gringa, já estão por dentro da febre da Logomania, que consiste em peças com logos da propria marca ou fazendo menção a alguma outra marca conhecida.

A moda que que foi muito sucesso nos anos 80 voltou e veio com tudo.
No Brasil, essa febre sempre existiu hahaha. Quem aí não conhece aquela pessoa que se pudesse tatuar o nome de alguma empresa o faria? (ou as que já fizeram).
Não sou contra usar logos, até porque a maioria das marcas colocam seus logos justamente para serem facilmente identificadas (vide Lacoste e Polo Ralph Lauren que de uma forma discreta usam seus logos para chamar atenção sem doer os olhos), porém sou contra o exagero.
Um exemplo clássico é a febre da Abercrombie no Brasil. O consumo da pirataria aumentou muito depois que as marcas começaram a imprimir seus logos nas roupas.
Por um lado mesmo a peça sendo falsificada, ela é capaz de ajudar na divulgação de qualquer marca.
Até porque se ela esta sendo altamente falsificada, quer dizer que é desejo de consumo.
Mas por outro lado, as pessoas que adquirem a peça original muitas vezes não gostam do rumo que a marca acaba tomando. (Embora usem a roupa com o logo para um mesmo propósito,que é dizer que podem usar tais roupas). E isso não acontece só com roupas, caso clássico é a Chanel 2.55.
A bolsa criada em fevereiro de 1955 atualmente chega a custar mais de 10 mil reais! E não por isso, vejo as pessoas levando a mesma ao supermercado como se fossem ecobags. O fato é que no Brasil logomania representou um "status" mascarado com falta de poder e ao mesmo falta de personalidade.
Porque "ter" é sempre melhor que "ser" para grande parte.
Mas la fora eles aproveitaram o gancho e fizeram o mesmo esquema. Se antes o cool era ter coisas não facilmente identificáveis (alô franceses), agora a moda é andar por aí levando o logo de alguma marca na roupa.
A moschino apresentou recentemente sua coleção em parceria com o estilista Jeremy Scott. A mesma coleção levou tanto o logo da marca, como também fizeram menção ao Mc Donalds em diversas roupas, chegando até a criar uma case de iPhone em forma de batata frita e uma bolsa copiando a caixa do Mc lanche feliz.
Mas logomania nesse caso é diferente de estampas grandes! Você pode estar usando uma mega estampa em alguma camiseta, calça, etc. mas que não tenha o nome da marca envolvido.
Segue algumas fotos de exemplo.

A "culpada" pela volta da logomania foi a Kenzo hahaha.

Estampa logo do perfume Eternity da Calvin Klein, no desfile da mesma.


Coleção da DKNY

A kenzo dispensa comentários, embora seja a mais discreta.





Juro que quando eu vi essa mochila pela primeira vez eu pensei que não fosse original. Mas talvez seja essa a idéia, seila hahaha.


 



E vocês são a favor ou contra a logomania?

Nenhum comentário:

Postar um comentário